© 2016 Desenvolvido por www.provertec.com.br 

Escoramento Metálico  

   Compõe torres de encaixe ou as escoras pontuais - é composto por tubos e peças de aço galvanizado ou alumínio, cujos diâmetros e espessuras das paredes determinam a capacidade de carga. O escoramento das peças estruturais, como lajes e vigas de concreto, depende das suas dimensões.

    O projetista dimensiona a quantidade de apoios necessários ao escoramento e ao escoramento remanescente a partir da carga a ser aplicada - contemplando o peso de lajes e vigas, bem como as cargas acidentais, e as alturas a serem vencidas.

 

Estratégia de Escoramento 

   Quando a estrutura é semelhante em todos os pavimentos, pode-se trabalhar sempre com o mesmo equipamento. No entanto, se existir mais de um sistema construtivo, devem ser especificadas linhas de escoramento para cada laje. Em situações assim, os projetos consideram quais materiais há na obra e o que precisaria ser providenciado conforme avançam os trabalhos. Quando o mesmo sistema de escoramento é repetido em todos os pavimentos, é feito uma espécie de rodízio. Ou seja, as escoras dos pavimentos inferiores são levadas aos superiores. Se a obra possui, por exemplo, um jogo de escoramento e três de "reescoramento" ou de escoras remanescentes, as escoras do pavimento mais inferior são passadas ao pavimento mais alto que será reescorado.

 

Planejamento de Uso 

A base de apoio é a principal interferência para escoramentos. Quando o terreno é irregular ou inclinado, o projeto precisa ser elaborado pensando em como solucionar o problema. Também é importante analisar continuamente onde cada material está sendo usado tanto para evitar que algum esteja sem uso quanto para impedir que, no momento em que deveria ser empregado, perceba-se que ele não está na obra. "O projeto de reescoramento deve ser seguido de maneira bastante criteriosa, com relação à quantidade e à localização das escoras. O controle deve ser feito com fichas de qualidade assinadas pelos encarregados, mestres e engenheiros”, a base de apoio é a principal interferência para escoramentos. Quando o terreno é irregular ou inclinado, o projeto precisa ser elaborado pensando em como solucionar o problema. Também é importante analisar continuamente onde cada material está sendo usado tanto para evitar que algum esteja sem uso quanto para impedir que, no momento em que deveria ser empregado, perceba-se que ele não está na obra. "O projeto de reescoramento deve ser seguido de maneira bastante criteriosa, com relação à quantidade e à localização das escoras. O controle deve ser feito com fichas de qualidade assinadas pelos encarregados, mestres e engenheiros".